sábado, 9 de julho de 2011

5 Letras de música sobre a globalização

Globalização (A nova ordem mundial)

10zer04

A única saída é quebrar a ordm
Dar um passao à frente da história
O estado já não é eficiente
E o sistema escraviza a mente
É preciso atacar pra se defender
Racionar pra sobreviver
A violência aparece em potência elevada
Enquanto poucos tem de tudo
Tantos outros não tem nada
Globalizar num regime selvagem
É escravizar com outra roupagem
O show da vida é como um globo da morte
Num giro de risco o inferno é a sorte

A única saída é quebrar a ordem
Dar um passo à frente da história

Coloco toda a minha raiva
Porque a melhor defesa é o ataque
Sinto a sede do homem nordestino
Minhas idéias são como as de Sandino
Meus heróis não saíram de um filme de ação
São de carne e osso como Zumbi e Lampião
Não sou peça, não me vendo, não sou cria
Nessa roleta russa espere a agonia
Os males que afligem a multidão
São o troco da nova civilização
Que cultiva a euforia artificial
E segue a nova ordem mundial


A Tal Da Globalização

Quininho De Valente

Eu sou da roça e vivo escondido
Todo insatisfeito lá no meu lugar
Não tem barulho não tem violência
Lá so tem notícia se alguem for levar
Lá na roça so tem novidade
Quando chega alguem da capitá

Ô zé nao mate nós de medo zé
Conta pra gente então
Que bicho é esse que tem esse nome
O que será que come a globalização? (2x)

Não vai prestar se ele entrar na roça
Se quebrar o milho e pisar no feijão
Ah, se assustar minhas galinhas
Se sujar a fonte vai ter confusão
Tu imagina se mexer no gado
Pense num cabra zangado armado de facão
Que ja escurraçou até onça pintada
Já brigou com lobisomen e assombração

Ô zé não mate nós de medo zé
Conta pra gente então
Que bicho é esse que tem esse nome
O que será que come a (tal da) globalização? (2x)

Globalização Econômica

Defesa Armada

Os paises pobres ainda tem
Que aprender a mais nova lição
O dominio total da nação
Esta vindo através da globalização
Temos que evitar a abertura de fronteira,
Para proteger a industria nacional,
Defesa do emprego,
Defesa da familia,
Defesa das fronteiras,
Protega a economia,
A população é inocente
Gosta de ter um monte de opção
Um produto inutil e barato
Importado sem ter uma razão
Temos que evitar a abertura de fronteira,
Para proteger a industria nacional,
Defesa do emprego,
Defesa da familia,
Defesa das fronteiras,
Protega a economia

O Galpão da Globalização

Mauro Moraes

Que se passa, coração, que agora deu
Pra andar tão descompassado...
Cinco hora da manhã e, pra variar,
Eu sem mate e acordado...
Meu silêncio milongueiro
Anda um pouco desvairado,
Debruçado nos assuntos
Que se "amuntam" no violão!
Quanta alma, coração, e eu ressentido,
Ouvindo rádio, pensativo,
Barba feita, pilcha nova
E uma estampa de caudilho...
Pelo jeito, coração, ando louco de ansiedade,
Escorado nos aperos dos arreios do galpão!
Diz o informe rural:
Há quebra na safra, excesso de chuva,
Prejuízos e baixas nas várzeas dos rios,
Programando a dor...
Na rede internet: pacote fiscal, rombo na Bolsa,
Taxa de juros e um surto real consumindo a flor!

(Falado)
Tempo instável, previsão para as próximas horas:
Encoberto a nublado com pancadas de chuva
E períodos de melhora.


Globalização (Bobalização)
Daniel Angi


Satélite, internet, telefone, fibra óptica
Ambev, philco, ford, telefonica, fototica
Muçulmano, hindú, cristão, ateu, budista e tribo gótica
No oriente médio essa situação caótica
E o mundo vai se globalizando
Nesse oceano todo mundo é peixe
Navegar na internet é muito legal
É o programa do índio da aldeia global
E aquele que vai navegando
Exatamente é o que caiu na rede!
Com tanta água, rios e oceanos
O ser humano globaliza a sede
Poluição, barulho, guerra, miséria, fome e violência
Currupção policial, favela, droga e dependência
Publicidade, a moda, eu mudo, a mídia: falta de descência
Imperialismo cultural, sociedade de aparência
E o mundo vai se desorientando
O coração perdendo pra cabeça
Colocar em primeiro plano o individual
É um problema do índio da aldeia global
E a gente vai se resignando
É, desse jeito a gente cai na rede!
Com tanta água, rios e oceanos
O ser humano globaliza a sede.

 

Um comentário:

  1. Sensacional, mto bom seu blog! tentei imprimir a tirinha pra usar em aula, nao consegui. Mas as dicas de letras foram geniais!

    ResponderExcluir